Editorial de abril / 2012 | Folha Espirita online

Editorial de abril / 2012

38 anos de ideal renovado e fidelidade aos princípios

Em 18 de abril de 2012 a Folha Espírita completa 38 anos de atividades ininterruptas. Isso mesmo, foram 456 edições que, ao longo destes anos, cumpriram o papel de levar aos nossos leitores a análise dos acontecimentos contemporâneos à luz dos princípios espíritas, os estudos e pesquisas nas áreas da ciência, da filosofia e da religião, e, ainda, as notícias do Movimento Espírita em nosso país e no mundo. Foram milhares de páginas pelas quais desfilaram colaboradores diversos, sempre dispostos a compartilhar seus conhecimentos e reflexões, fundamentados na fidelidade aos ensinamentos de Kardec, que são um convite permanente ao exercício do livre-arbítrio e da fé raciocinada – molas propulsoras do desenvolvimento espiritual.

Relembramos aqui as palavras do nosso fundador, Freitas Nobre, que, com muita propriedade, registrou na edição de número um do jornal os seus reais objetivos: “Folha Espírita pretende ser o veículo de divulgação das atividades espíritas em nosso país, sintetizando também acontecimentos internacionais que interessam à Doutrina ou dando a interpretação para os fatos diversos e projeção explicativa do Espiritismo à história contemporânea.”

Desde então, temos perseguido esse ideal do deputado Nobre, que à época idealizou um jornal espírita feito para ser vendido em bancas, com a responsabilidade de levar ao público espírita e não espírita a visão da Doutrina de uma forma consistente e moderna, tornando os conhecimentos doutrinários mais acessíveis a todos que, de alguma forma, se sentissem interessados no assunto. De fato, nos primeiros anos, nosso jornal foi vendido em bancas, mas, por força das circunstâncias, teve de prosseguir sua trajetória tão somente no círculo de assinantes e de leitores das livrarias espíritas. Mas nunca parou. Foram milhares de páginas produzidas, nas quais você, leitor, tem podido desfrutar de um conteúdo relevante e pertinente.

Os anos passaram, acompanhamos de perto o desenvolvimento do Movimento Espírita, o crescente interesse das pessoas pela mensagem da Espiritualidade Superior, o esforço das Associações Médico-Espíritas (AMEs) para a reaproximação entre Ciência e Religião.

Mas eis que na hora presente nossa missão é ainda mais relevante. Há mais de um ano, a Direção deste jornal, impulsionada por mensagens dos Instrutores Espirituais, passou a divulgar as revelações do médium Chico Xavier sobre o final dos tempos, a data-limite do Velho Mundo. Ficamos sabendo que a transição planetária, iniciada no século XIX, com a vinda do Consolador, atinge, hoje, os seus sete últimos anos, antes do desfecho final. Chico Xavier não fez previsão nenhuma, mas revelou os fatos que se passaram na reunião memorável de julho de 1969, na qual tomaram parte os governadores de todos os orbes do sistema solar, tendo como anfitrião Nosso Senhor Jesus Cristo. O fato é que o prazo que o nosso Governador planetário nos deu, e que teve também o aval de todos os demais governadores, termina em 2019, e todos esperamos que ultrapassemos este último período sem guerras, serenamente, a fim de que tenhamos uma passagem pacífica para o mundo de regeneração do terceiro milênio. Pedindo-nos a divulgação desses acontecimentos, por meio das páginas do nosso jornal, os Benfeitores Espirituais enfatizaram a necessidade de alertarmos os nossos irmãos em humanidade quanto às grandes transformações planetárias que estão por vir e que não mais poderão ser adiadas. Eles estão confiantes de que a fé raciocinada há de sustentar todas as criaturas comprometidas com a implantação do Reino de Jesus na Terra.

Desse modo, estamos convencidos de que a mensagem consoladora do Evangelho do Cristo é tão importante quanto o ar que respiramos, porque é ela o alimento que nos sustenta e nos sustentará em todas as horas, sobretudo nas mais difíceis. Por entender a grande responsabilidade deste mensário, temos compartilhado mudanças e avanços, tais como a edição digital, a recente presença em redes sociais, nas quais postamos, diariamente, notícias e artigos, e, neste mês de aniversário, a mais marcante de todas as mudanças, desde a sua fundação. Nesta edição, dividimos com você o novo projeto gráfico da Folha Espírita, que tem por objetivo apresentar a reformulação de sua linha editorial em um formato mais confortável e moderno. De início, faremos algumas alterações, mas procuraremos aprofundá-las de modo a lhe oferecer, leitor amigo, maior objetividade nas notícias, sempre com o enfoque claro da Doutrina. Estamos felizes por mais essa conquista. Esperamos que você goste da nova embalagem.

Relembramos, ainda uma vez, Freitas Nobre em abril de 1974: “Conhecemos os percalços de nossa caminhada, mas estamos seguros de que a Providência não faltará nos nossos momentos de dificuldades e que as bênçãos do Divino Mestre serão o estímulo para as tarefas que nos foram confiadas na área da comunicação e da divulgação da Doutrina Espírita.”

Venha somar conosco, caro leitor! Compartilhe, divulgue, mande-nos seus comentários! Vamos crescer juntos!

Edição de abril de 2012