Folha Espirita online

Editorial maio / 2012

O anencéfalo é um ser humano deficiente

O Supremo Tribunal Federal, em sessão concluída em 12 de abril, aprovou a liberação do aborto para casos de fetos anencefálicos. A Associação Médico-Espírita do Brasil participou de uma comissão integrada por dirigentes da Federação Espírita Brasileira e da Associação dos Juristas Espíritas do Brasil, que visitou o gabinete de todos os ministros do STF nos dias 9 e 10 de abril, levando um Memorial com argumentações jurídicas, médicas e espíritas em defesa da vida, e acompanhou a citada Sessão Plenária.

Independentemente da decisão do STF, a nossa luta prossegue sem descanso na defesa da vida, que é o bem maior do ser humano, concedido pelo Criador. Aos que têm se comunicado conosco, espíritas ou não, e que não entendem a nossa posição, por serem favoráveis ao abortamento do anencéfalo, vamos relembrar aqui os nossos argumentos.
Conteúdo sindicalizado